terça-feira, 26 de outubro de 2010

Página 42 - Pinocchio Mask

Oi, gente! Olha eu aqui nesta terça-feira.

Mais uma máscara para o nosso Dia das Bruxas e um passo a passo super tosquinho, mas fui eu quem fez! ;)

Página 42 – Pinocchio Mask

 
Antes de comentar esse origami, uma observação inútil: ODEIO o Pinóquio, mas acho fantástico o Grilo Falante cantando a música tema no início do filme da Disney.
É isso aí, essa dobradura foi feita com o pedaço de papel que sobrou da máscara de ontem. Eu usei uma folha A4 de papel reciclado, aí do que sobrou eu fiz um quadrado e aprontei o origami, que por conseguinte ficou pequeno e foi um pouco difícil de dobrar pois ficou bem grosso, como vocês podem ver na próxima foto. Eu falo sobre a sobra de papel, porque além da máscara, o autor sugere fazermos um corpinho que eu tentei fazer e até que ficou bonitinho.
No origami da máscara nenhum segredo, apesar de ser um pouco difícil repetir a dobra do nariz depois que armamos o rosto.
Outra coisa que vale comentar é que se você encontrar um papel bicolor fica melhor de entender o rosto e o chapéu, pelo contraste das cores.
Ah, um detalhe nesse origami está na aba do chapéu. Quando você fizer a dobra para afinar o rosto, tem que fazer esse triângulo da figura abaixo, para que a aba não acompanhe o formato do rosto.


 Agora vou explicar a super simples dobra que fiz para o corpo, caso queira copiar. Aliás, acho que nem precisa explicar muito pois é bem fácil, lembrando que eu usei aquela sobra retangular que fica quando tiramos um quadrado de uma folha de impressão comum.
Depois de tirar o quadrado para a máscara, pegue a sobra e parta em duas partes.


Com um dos pedaços, dobre as pontas do topo para dentro, no instinto mesmo. Isso será o corpo.


Dobre o lado mais estreito para baixo. Isso servirá de apoio para o pedaço do braço.


Pegue o outro pedaço e dobre no meio.


Encaixe no outro pedaço. Vire a dobradura.


Depois é só dobrar as pontas salientes para frente, uma depois a outra...



E voilá!


Pois é, meio tosco, mas eu fiz sozinha, foi, UAU! Huahauhau


Amanhã a gente vai para lá de Bagdá! 
T+

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Página 40 - Largada para Especial de Dia das Bruxas

Olá a todos, eis-me aqui!

Gente... Deixa eu contar que disciplina tem muita coisa envolvida, inclusive lembrar dela! Não é que eu me esqueci de postar, sério, verdade verdadeira.
Pois então, para compensar eu trouxe dois diagramas hoje. Na verdade, vou MOSTRAR dois diagramas hoje, porque o primeiro foi tão mágico, tão fantástico para mim que eu acabei me empolgando e fiz um monte de diagramas, para a semana toda! E para comemorar essa eficiência, eu entitulei de:

SEMANA ESPECIAL DE HALLOWEN

Será que é assim que se escreve? XD
É isso aí, não vou prometer, porque promessa é dívida e vai que eu me esqueço de postar novamente, né... Então para garantir, não vou prometer, vou comentar (huahuahua essa foi boa) aqui com vocês que colocarei um diagrama todo dia nessa semana especial de hallowen (essa dúvida está me agoniando, vou procurar um dicionário!).
Aí você me pergunta: e o que terá de especial nos posts? Na verdade, fora o volume de posts, eu ainda devo seguir o livro à risca. E sendo mais sincera ainda, eu não fiz um post só porque ficaria gigantesco e chato de ler, além de dificultar a busca para quem quiser procurar algum diagrama específico. Mas até o fim da semana o capítulo de máscaras não vai acabar e máscaras são tipo, suuuper Dia das Bruxas (<- Há!)... Então estamos na temática. ;)

Página 40 – Tengu Mask



Adoro Tengu. A representação ilustrada dele é comumente meio nojenta, mas os origamis são sempre adoráveis!
Esse aqui não foge à regra e é, além de adorável, mágico e divertido de fazer. Sabe aqueles origamis que a gente tem medo de fazer alguns passos porque tudo vai dar errado, mas quando dá certo mostramos até para a formiga do quintal?! Pois é, esse é um deles na minha mais humilde e empolgada opinião.
Se conselho fosse bom, ninguém dava de graça, mas, claro que como todas as máscaras, sugiro um papel fino para o acabamento perfeito, porque tem umas dobras que ficam bem duras e ele acabe ficando meio amarrotado.
Como todo conselho, eu mesma não segui. Não cria grandes defeitos, a não ser ficar meio levantado, mas, para efeito de curiosidade, o que caracteriza um belo origami são vincos perfeitos, papel liso e nenhum rasgo.  
Se você quer um belo origami, papel de presente já rola, senão, o papel reciclado é péssimo para isso, mas é resistente a rasgos.
O clima de Tengu começa a surgir no passo nove. Muito carinho nesse passo, pois este é o tão característico nariz do bicho.
Em seguida, no passo onze, temos a dobra louca de “puxe e está pronto” e o passo doze é só para você conferir que é isso mesmo e vamos virar a dobradura.
Quando fizer a dobra dos olhos no passo quinze, tome o cuidado de dobrar alinhado com a dobra do topo da cabeça, senão os olhos ficarão pequenos e o rosto não ficará totalmente alinhado com o “cabelo” como na figura abaixo.




No último passo foi muita emoção. Lembra aquela dobrinha que fizemos no meio das máscaras anteriores para armá-las melhor? Agora ela é oficial no passo dezenove, minha gente! Ah, tem uma dobrinha aqui que pode passar despercebida. Ela fica no nariz bem entre os olhos, não se esqueça dela.



Então este diagrama é isso: os passos vão seguindo tranquilamente, mas muito tranquilamente mesmo, até que de repente acabou! Lindo, legal, simples, tudo de bom. UAU! ;)

CENAS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS

Pois é, eu postaria o próximo diagrama, no entanto, eu achei que o post ficou meio comprido, falei demais. Opa, não se aflija, pois amanhã nos veremos com a nossa máscara de Pinóquio.

T+

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Página 36 e Página 36!

Olá a todos!

Postando meio tarde, mas hoje ainda é quinta-feira!

Não, você não leu errado, eu não escrevi errado! 
Trocadilho infame, mas esse aqui é dobrado: um nome, Demon Mask, dois origamis! Pois é, minha gente, confirmando a proposta do capítulo, com uma pequena alteração na base do origami ganhamos dois! E bem diferentes mesmo, não é só miguelagem não. ; )
Para esses diagramas, se puder, papel fino hein, povo! E se vocês puderem arrumar aqueeeele pedaço de papel de presente, melhor ainda. É que neste caso nos deparamos pela primeira vez com a preocupação do lado que tem a cor, para que as máscaras fiquem com a estampa do papel no rosto e suas orelhas fiquem claras.
Como podem observar abaixo, eu usei a folha de papel reciclado que eu tinha aqui mesmo, porque nem eu, nem você, nem seu cachorro vai deixar de fazer um origami só porque não tem o papel ideal. Papel ideal é o que você tem disponível. XD

Demon Mask I


Ó-quêi! Primeiro origami, nenhum problema no primeiro passo, no segundo tá bacana... Olha, já fizemos o terceiro passo em outro diagrama! O quarto é para dividir em três partes iguais... TRÊS?! É, nessa parte eu me compliquei um pouco, mas superei. Talvez alguns tenham dificuldades, assim como eu, em divisões ímpares... Não, não tem nenhuma dica para ajudar no momento, só a velha “tentativa e erro”. :- S
No próximo passo muito cuidado. É aqui que fazemos a orelha do bicho, então não podemos dobrá-la para nenhum dos lados, por mais que a tentação surja. Se você executar a dobra corretamente, a ponta irá ficar perpendicular ao resto da dobradura feita até agora e você deve mantê-la assim.
Depois de executar o passo nove, o passo dez eu tive que ficar olhando um tempo. Eu concluí que é mais fácil (para mim, hein minha gente! ^^) abrir a dobradura e repetir os passos nove e oito do outro lado do que fazer a dobra direto, como no passo dez.
O resto olhe que impressionante, foi super fácil! Ah, e o nariz dele gerou uma tensão, mas na execução foi bem simples. A própria dobra te ajuda a abrir a parte do papel que forma o nariz quadradinho. Então vamos seguir com o irmão desta dobradura. J

Demon Mask II

 
Graças ao imediatismo da dobradura, esse foi bem veloz até o passo doze, onde ele parte para a dobradura que o diferencia do anterior. E graças ao nosso General Celestial, o nariz também não teve segredo.
Desta vez, nos dois origamis consegui fazer as pequenas dobras que lhe dão sorriso, pois no caso deles, elas são bem simples e não mechem com a estrutura do origami.

 
Desafio

Pois é, dois origamis, achei fácil, tudo lindo! Então, para provar definitivamente que pequenas mudanças criam origamis novos, eis que surge o primeiro chato da história: o desafio.
Já comentei que ao longo do livro existem esses origamis de desafio. São origamis que o autor serve de técnico sonhador e acredita no atleta dele. Ele acha que você será capaz de executar um origami só olhando para a foto!
Tudo bem, concordo que esse primeiro, o Devil, parece executável por uma mera mortal como eu, talvez valha a tentativa, mas como diria Aragorn:

Este dia não é hoje!

Confesso que ainda penso se faço ou não esses origamis... Bem, veremos, veremos.


Bom moçada, mas o fato é que a gente está avançando, postamos na quinta-feira, fizemos dois origamis, conhecemos um desafio, muita coisa. UAU!
Nos vemos então na próxima quinta-feira ainda com máscaras. T+